placas instagram foursquare googleplus feed facebook twitter
23
ago
2010

Cadê as desfiadeiras que estavam aqui?

Vai um sirizinho aí?

Junto com as paneleiras do bairro de Goiabeiras, as desfiadeiras de siri da Ilha das Caieiras (juro que eu tentei não rimar!) são o grupo de mulheres mais famosas de Vitória. Elas são responsáveis por desfiar a carne desse pequeno crustáceo que é o principal ingrediente da culinária da região.

Mas se engana quem espera conhecer o ofício das desfiadeiras nos finais de semana. Aos sábados e domingos a força de trabalho no galpão da Cooperativa é direcionada para a cozinha dos restaurantes instalados no entorno, que irão servir boa parte da carne desfiada durante a semana. Não há nem uma senhorinha fingindo desfiar um siri para fazer a alegria do turista. É como se, de repente, as baianas de saia rodada resolvessem sumir das ruelas do Pelourinho em pleno final de semana ou se as nossas paneleiras decidissem parar de fazer as panelas nos dias em que a maioria de nós mortais pode se dar ao luxo de sair sem rumo, sem lenço e sem documento.

Esse desabafo, caro turista, é apenas para te alertar que, aos sábados e domingos, a Ilha das Caieiras perde o seu principal referencial turístico – as desfiadeiras de siri. Mas, como você verá no meu próximo post, há outras razões para você visitá-la.

Comente via Facebook

comentários

7 respostas para “Cadê as desfiadeiras que estavam aqui?”

  1. Nina disse:

    Nossa, dia desses vi uma reportagem sobre a falta de higiene na retirada da carne de siri. Pior que a maior parte da carne retirada dessa maneira é vendida, justamente, no Espírito Santo…

    Pena!

    Bjo

  2. Eduardo disse:

    Nina!

    O trabalho das desfiadeiras do ES, faz parte da cultura popular do Estado, é uma herança de várias gerações.
    Se for modernizar tudo para a retirada da carne do siri, como se fosse uma empresa, vai massacrar a cultura daquelas mulheres que trabalham há anos naquele ofício.

    Abraço!

    • tiagodosreis disse:

      Eduardo,
      acredito que o comentário da Nina não tem a ver com modernização do trabalho das desfiadeiras, mas sim com a adoção de práticas mínimas de higiene.
      Acho que isso não prejudica o caráter artesanal desse ofício.
      Bem-vindo ao Rotas!
      Tiago

  3. DJ BISSANO disse:

    ACHO QUE POBREZA NÃO TEM NADA A VER COM ( HIGIENE ), SER POBRE NÃO QUER DIZER, TER FALTE DE HIGIENE, ACHO SIM QUE A RETIRADA DA CARNE DE SIRI TEM QUE SER RETIRADA HIGIENICAMENTE. ISSO JAMAIS IRÁ MODIFICAR A CULTURA DAS DESFIADEIRAS.

    • tiagodosreis disse:

      Bissano,
      Você tem total razão. Mas ninguém fez essa associação entre pobreza e falta de higiene!
      O que estamos dizendo é que as desfiadeiras precisam adotar técnicas de higiene no seu processo de trabalho (e nisso você parece concordar) . Só isso.
      Abs,
      Tiago

  4. Daniel disse:

    rs.. Tá.. Os museus da Europa tb não vão abrir na segunda só pq vc tá de férias… rs..

  5. Renata Reis disse:

    Então, Daniel… mas ainda bem que a gente vai pra lá sabendo quando encontrá-los abertos, né?! Informação serve pra isso!

Deixe uma resposta

Comente via Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

2012. Todos os direitos reservados ao blog Rotas Capixabas. Qualquer reprodução indevida de conteúdo é expressamente proibida. digital