placas instagram foursquare googleplus feed facebook twitter
18
abr
2011

Cadastur e meu negócio

Mais um post-artigo sobre o CADASTUR escrito por uma aluna do curso de turismo da UVV, a Andrea Magalhães.

Confira:

Cadastur e meu negócio

O setor de turismo no Brasil vive em um momento onde deve afirmar seu compromisso com qualidade e profissionalismo no que oferece. É um país, que além de mais extenso da América do Sul, terceiro nas Américas e quinto do mundo, possui muitas culturas,crenças e povos; uma nação multicolorida, receptiva e com grande riqueza e beleza natural.

O Sistema de Cadastro Oficial dos Empreendimentos, Equipamentos e Profissionais do setor de turismo no Brasil – CADASTUR é uma ferramenta simples e de fácil acesso. Seu objetivo é promover o ordenamento, a formalização e a legalização dos prestadores de serviços do turismo no Brasil. Ao se cadastrar, surge uma oportunidade de crescimento para todos os atores envolvidos: Estados, Turistas e Prestadores de Serviços Turísticos. Fornece informações importantes para os governos dos Estados conhecerem e dimensionarem o setor de turismo, auxiliando-os a elaborar políticas públicas que valorizem a formalização e a estruturar seu planejamento com base nas reais necessidades do setor. Para os turistas, o acesso ao cadastro é interessante, devido ao amplo leque de informações disponibilizadas sobre os profissionais e as empresascadastradas. São diversas oportunidades para os prestadores de serviços cadastrados.

O cadastro junto ao Ministério do Turismo é lei. A Lei do Turismo (Lei nº 11.771/2008) estabelece os prestadores de serviços turísticos e pessoas jurídicas, para os quais o cadastro é obrigatório, e também a lista dos prestadores que podem se cadastrar em caráter opcional.

No caso de pessoa física, são duas as categorias de profissionais que se cadastram no CADASTUR – Guia de Turismo e Bacharel em Turismo. Para o Guia de Turismo é obrigatório o cadastro, segundo a Lei nº 8.623/1993, que regulamenta a profissão; já para o Bacharel em Turismo, o cadastro é opcional, de acordo com a Deliberação nº 431/2002.

Se o cadastro é obrigatório para você, mantenha-o sempre em dia, renovando-o a cada dois anos para não se tornar ilegal; se for opcional deve mantê-lo regular para desfrutar das vantagens que o CADASTUR oferece. Sabendo-se quem deve e pode se cadastrar, entender a diferença entre ser formal, informal, ilegal e irregular é necessário. O profissional formal está legalmente constituído, regularmente cadastrado, caso seja obrigatório e atende aos requisitos legais para o exercício da atividade; o informal não está legalmente constituído e não atende aos requisitos para o exercício da função; é ilegal o profissional ou empresa que não se cadastrou e deveria ou está com seu cadastro vencido; irregular está a empresa ou profissional que o cadastro esteja junto ao Ministério do Turismo, vencido.

Andréa Magalhães, aluna do curso de turismo da UVV.

Comente via Facebook

comentários

2 respostas para “Cadastur e meu negócio”

  1. Juliana Stein disse:

    Outra aluna minha!!!! 🙂
    Andréa, PARABÉNS!!!

  2. Eribaldo disse:

    Parabens Andrea pelo artigo, voce foi muito feliz em publica-lo, demonstra sua preparação, que sirva de exemplo para todos os segmentos que ainda não se cadastraram. Eu estou cadastrado e os resultados já pode ser notado, a clientela preferem os prestadores cadastrados, porque também significa que somos um prestador de serviços turisticos legalizados…

Deixe uma resposta

Comente via Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

2012. Todos os direitos reservados ao blog Rotas Capixabas. Qualquer reprodução indevida de conteúdo é expressamente proibida. digital