placas instagram foursquare googleplus feed facebook twitter
23
set
2012

Trem das Montanhas Capixabas: informações básicas

Paisagem na janela do Trem das Montanhas Capixabas

Não vou negar que a logística do Trem das Montanhas Capixabas não é nada fácil, especialmente para quem é de fora. Isso é algo que me incomoda um pouco na hora de propagar o passeio.

Primeiro porque, fora dos pacotes que a operadora oficial do passeio oferece, a Serra Verde, não há alternativa regular de traslado para a Estação Ferroviária de Viana, de onde o trem parte. Você precisa ir até lá por conta própria, de carro ou de taxi.

E segundo porque essa opção de ir até lá por conta própria acaba reduzindo o passeio a um interessante, mas incompleto, bate-volta. Sem carro e sem opções regulares de traslado na estação final do trajeto, a Estação Ferroviária de Araguaia, fica praticamente inviável desmembrar o passeio – adiando a volta para o dia seguinte – para dar uma esticada na belíssima região das montanhas capixabas.

Por isso, aqui vai um alerta para você que é de fora do Estado. O Trem das Montanhas Capixabas não é uma alternativa de passeio para curtir verdadeiramente as belezas da nossa região serrana. Ele é, sim, um ótimo aperitivo dessa região e uma das muitas opções que você tem para preencher o tempo livre em Vitória. Mas, se você quer conhecer a fundo os atrativos da Rota do Mar e das Montanhas, a alternativa mais cômoda e barata é mesmo viajar em carro alugado.

Agora, se você é capixaba, vai por mim: o passeio do Trem das Montanhas Capixabas é uma ótima opção de lazer para o seu fim de semana. Especialmente se você tem filhos. Seus filhos vão se divertir dentro do trem! 😀

A menos que você tenha contratado um pacote, você precisará se deslocar por conta até a Estação Ferroviária de Viana, de onde parte o trem. A opção “taxi” é, sem dúvida alguma, a mais onerosa. Viana está a 28 km de Vitória e uma corrida até lá não sai por menos de R$80,00. Por isso, para quem é de fora, vale muitíssimo mais a pena alugar um carro para garantir a sua ida e volta da estação.

Chegar à Estação Ferroviária de Viana não é tanto um problema. A sede da cidade, onde ela está localizada, fica às margens da BR 262, a rodovia federal que liga MG ao ES. A sinalização na BR é boa, com indicação precisa da estação quando a gente se aproxima dela. O problema maior é sair de Vitória em direção à BR. Sem um GPS ou uma boa leitura de mapa são grandes as possibilidades de você se perder no trecho que vai da Segunda Ponte até o Trevo de Alto Laje, em Cariacica. Por isso, considere gastar de 45 minutos a 1 hora para chegar até a estação.

O trem sai aos sábados e domingos, sempre às 10h30. O trajeto tem 25 km de extensão e passa por outras 3 estações: a) Vale da Estação; b) Marechal Floriano; e c) Araguaia. A primeira fica no município de Domingos Martins. As duas últimas, em Marechal Floriano.

Ao longo da viagem é servido um kit-lanche com biscoitos e bombom… LACTA!!!!

Alô, Garoto! Tem que ficar de olho nisso, hein???

Bebidas são servidas à vontade.

O trem pára por cerca de 15 minutos nas estações para embarque e desembarque de novos passageiros. Em todas elas, o Governo do Estado organizou stands de exibição do artesanato e/ou produtos do agroturismo típico das localidades. A exceção fica com a Estação de Marechal Floriano, que foi transformada numa espécie de mini-museu.

Vinho e suco de uva em Araguaia

A chegada na Estação Ferroviária de Araguaia, última parada, se dá por volta de 13h. Lá os tripulantes tem a oportunidade de almoçar no único restaurante da vila: o Bella Araguaia. O almoço sai a 20 reais por pessoa e você come à vontade.

Às 14h15 o trem parte com destino à Viana pelo mesmo trajeto. Mais uma vez, há paradas curtas em todas as estações. A chegada na estação final se dá por volta de 17h.

Por fim, a parte mais chata da coisa: o preço. O valor do ingresso é R$104,00 (adulto) ou R$52,00 (criança de 06 a 12 anos) por cada trecho. Comprando ida e volta, esse valor cai para R$150,00 (adulto) ou R$82,00 (criança a partir de 06 a 12 anos).

É caro? Sim, é. No início, eu até achei que, pelo preço, esse tour não ia durar muito tempo. Mas a realidade está aí para mostrar que eu estava errado. Para o bem do incremento do turismo no Espírito Santo, já são 2 anos de funcionamento do trem. Ou seja, demanda tem. Pessoas dispostas a pagar esse preço tem. E pessoas satisfeitas com o passeio pagando esse preço também tem (\o/).

Paisagem na janela do Trem das Montanhas Capixabas

Então, não tem jeito. Você vai ter que pagar pra tirar a sua própria conclusão. 😉

Para comprar a passagem, é fácil: basta ligar para a BTW Operadora, nos números (27) 2123-0229. Você pode fazer um depósito bancário ou pagar no cartão de crédito, parcelando em até 3 vezes. Após a confirmação do pagamento, eles enviam a passagem para o seu e-mail. Aí é só imprimir e entregar ao guia no dia do passeio.

As passagens também podem ser compradas na hora, antes do embarque. Mas aí você vai ter que contar com a disponibilidade de vagas. No dia em que eu fui, só havia quatro passagens à venda no balcão da empresa e, logo logo, elas se esgotaram.

No próximo post, você vai conhecer mais detalhes do passeio que eu fiz.

_______________________________

Siga o “Rotas” no Twitter

Curta o “Rotas” no Facebook

Comente via Facebook

comentários

20 respostas para “Trem das Montanhas Capixabas: informações básicas”

  1. Muito esclarecedor este post. Era tudo que eu estava esperando saber….principalmente porque sou de fora do ES.
    Muito obrigado por suas dicas. Abraços

  2. Oi, Tiago. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

  3. Ricardo disse:

    Tem tempo que tenho vontade de fazer o passeio. Mas ainda acho muito caro. Muito mesmo. Vou aguardar mais fotos e informações. Não seria viável sair da estação Pedro nolasco? Facilitaria muito a logística. E como vc disse….. O final da linha complica. Grande abraço.

    • Faustini, sobre sair da Pedro Nolasco, eu não tenho ideia… eheheh
      E sem dúvida, o preço é um limitador. Mas a questão da escala também contribui. Em Curitiba a procura e o fluxo é muito maior.
      De qq forma, vale acreditar que as coisas podem melhorar no futuro! 😀

  4. Liliana disse:

    Estou em choque com o preço. Muito, muito, muito caro!!Geralmente me apavoro com os preços do Brasil comparados com os daqui. Mas este é caro até comprando com os daí! Por 100 reais alugamos um barco inteiro(que cabe 12 pessoas, mas fomos em 6) no rio Piraqueaçu em Aracruz e passamos horas nos divertindo num passeio lindo. Uma pena esse preço e a dificuldade para chegar em Viana, pois por mais que tenha gente indo nesse passeio o preço assusta e afasta muitas pessoas.Esclarecedor esse post!

  5. silvia do amaral disse:

    Olá Thiago,

    Acabei de chegar de viagem para Vitoria. Gostei muito da cidade e do povo.Super atencioso e prestativo. Não pensei que lá tivesse tantos mineiros. adoro os mineiros!

    Conhecemos as igrejas, o teatro, os conventos. Realmente falta ainda alguma coisa de restauração (é assim em todo o Brasil), mas eles estão no caminho certo.

    Estou aqui tambem para comentar sobre o restaurante Lareira Pòrtuguesa (fica em frente ao Sheraton Hotel). Pelo nome, vê-se que não tem nada de capixaba mas é excelente. Comemos um bacalhau divino, como poucos aqui em São Paulo, e um linguado tambem muito bom. Só um aviso: a porção servida é um absurdo, a meia porção dá para duas pessoas e sobra (daria para 3 tranquilamente). Não é barato, mas para fechar uma deliciosa viagem, não tem melhor.

    Abraços Silvia

    • Oi, Silvia, muito obrigado pelo seu feedback.
      Eu gosto muito do Lareira, mas eu fico com receio de indicá-lo justamente por não ter uma culinária nativa. Turistas quando vem aqui querem mais é experimentar a nossa culinária típica, né?
      Mas valeu o seu registro!

  6. Ricardo disse:

    Pesquisando…. vi que ha alguns convenios. Inclusive para servidores publicos (quais? todos?) Triste que para Morretes eh muito mais barato.

    http://serraverdeexpress.com.br/montanhas/convenios

  7. Jane disse:

    Lindo, mas fora da realidade. Caríssimo. Fora da realidade que vivemos. Na minha família sou eu mais 03 crianças e 03 adultos. Eu heim.

  8. marcos canuto disse:

    Ótima ideia e interessante passeio, porém o preço é de Europa, convenhamos que R$ 104,00 É CARO. Um casal com dois filhos gastará mais de R$ 300,00. Sendo que Vitória x Ilhéus está R$ 70,00 DE AVIÃO PELA TRIP.
    Sds Tricolores a todos.

  9. Roberta Junquilho disse:

    concordo, sim que o bilhete do trem é ainda um pouco caro, porém já fiz o passeio com minha familia e existe, sim, uma transportadora turistica que faz o transfer ate a estaçao de Viana: A ROSSI TRANSPORTE RECEPTIVO. Alem disso, ao desembarcar na estaçao final do trem, contratamos com a Rossi o tour rodoviario das Montanhas Capixabas. Conhecemos propriedades de agroturismo, cachoeiras, a famosa Pedra Azul e fizemos a Rota do Lagarto visualizando paisagens inesquecíveis!! a Rossi dispoe de profissionais capacitados que passam informações a todo momento da cultura, hábitos e curiosidades locais. A gastronomia é simplesmente maravilhosa! Há parada para fotos durante todo o trajeto.
    o tour pode ser feito em van ou carros executivos, que foi nossa opção, já que éramos 4 pessoas. Valeu muito a pena!
    Recomendo experimentarem!
    abs,
    Roberta

    • Roberta, existem várias operadoras que fazem o transfer até Viana. O que eu quis dizer é que não há uma opção REGULAR de traslado para Viana ou no final da linha. Para isso, a gente precisa combinar com uma empresa específica e os preços não costumam ser baratinhos.
      Só fiquei na dúvida em uma coisa: você fez tudo isso que disse no mesmo dia depois do passeio? Porque eu achei q vc fez muitos programas para um dia só.
      De qq forma, valeu pela visita.

  10. Carmem disse:

    Quando estivemos em Vitória, naquele fim de ano chuvoso, fomos passear pros lados de Domingos Martins e acabamos “descobrindo” Viana e o trem. Não era dia/hora de função, mas pegamos algumas informações pra uma outra oportunidade.
    Agora seu post dá o serviço completo. Muito bom!

  11. […] eu já disse aqui, o passeio do Trem das Montanhas Capixabas refaz uma pequena parte do trajeto percorrido pelos […]

  12. Marcos Guerrieri disse:

    Nossa, TODOS os comentários aqui são OTIMOS !!!
    Alguns, feitos por pessoas de fora, me ensinaram muito !!! 🙂 (e olha que eu sou capixaba).
    Parabéns para o autor do artigo e parabéns a todos os que fizeram os excelentes comentários aqui !!!

    um grande abraço!

  13. Lucia disse:

    Para quem gostaria de conhecer a rota, mas não se animou com o preço, o peixe urbano na data de hoje está com uma promoção, ida e volta por R$75.
    Já aproveitei e comprei o meu e o do bem.

Deixe uma resposta

Comente via Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

2012. Todos os direitos reservados ao blog Rotas Capixabas. Qualquer reprodução indevida de conteúdo é expressamente proibida. digital