placas instagram foursquare googleplus feed facebook twitter
18
nov.
2012

Mexido Restaurante: mexendo com os sabores da minha infância!

Fonte: Divulgação

Revelo toda a minha sofisticação gastronômica quando eu falo que sou fã de um mexido. Não tinha como ser diferente. Eu fui criado comendo mexido. Minha infância em Minas Gerais tem sabor e cheiro de mexido. Culpa da minha mãe, a maior de todas as cozinheiras que eu conheço, exímia conhecedora da arte de fazer um bom mexido com a comida que sobrou do almoço. 😀

Mas veja bem. O mexido da minha mãe é muito mais do que um prato de comida requentada do almoço. O mexido da minha mãe é a comida da minha mãe apurada pelo tempo e remexida numa panela com um toque de mãe a mais. Se o prato do almoço foi frango com quiabo (o melhor!!!!), a janta da noite era frango com quiabo, versão mexido, com o frango vindo à mesa todo desfiadinho e sem osso. O mesmo acontecia com o frango com batata. No caso do clássico arroz, feijão, bife e batata frita, o mexido vinha à mesa no jantar com um complemento de ovo e um toque de pimenta para dar um gostinho.

Vem da minha mãe, portanto, a minha queda por um mexido. E foi essa relação sentimental com ele que me fez simpatizar imediatamente com o restaurante que ilustra esse post, o Mexido.

O Mexido foi inaugurado há quase 2 anos na Praia do Canto, em Vitória. Desde a sua abertura, ele não saía da minha cabeça. Um restaurante que traz no nome um dos pratos mais simbólicos da minha história gastronômica merecia o meu respeito e a minha visita.

A visita ocorreu há cerca de um mês. E o meu respeito só aumentou depois dela.

Mas eu preciso esclarecer logo uma coisa. Não busque no Mexido a mineiridade que eu, inconscientemente, associo a esse prato. Essa associação é minha, somente minha. Lá o “mexido” é um conceito gastronômico: “misturas improváveis com resultados incríveis”, como diz a proprietária Rafaela Ziviani, no blog do restaurante (veja aqui). “Mexido” foi a inspiração que ela encontrou para “reunir elementos de várias cozinhas tradicionais em um único prato a fim de criar sabores surpreendentes”.

Daí as inusitadas combinações de mexido que você encontra no cardápio. Tem mexido capixaba (R$55,00), com camarão, bacalhau, mexilhão e pupunha; árabe (R$33,00), com arroz, grão de bico, cebola caramelada, carne moída com pimenta síria e macarrão cabelo de anjo crocante; peruano (R$33,00), com arroz arbóreo, filé, pimentões coloridos, tomate, batata e molho cremoso de shoyo; e até uma versão indiana (R$33,00), com arroz, frango curry, leite de côco, pimenta, abobrinha e amendoim.

Mas foi a releitura, digamos assim, “sofisticada” do mexido mineiro (claro!) que ganhou meu coração (R$33,00)!

O mexido mineiro

No Mexido, a receita vem com arroz, feijão, cubos de filé bovino e suíno, bacon, ovo e couve. Ela só não ganha medalha de honra ao mérito da Sandra (minha mãe!!!) porque é feita com feijão fradinho e quase sem caldo. :-(

O mexido de rabada (R$33,00) foi outro sucesso de bilheteria da nossa mesa (thanks, Luana!). Ele vem com arroz, rabada desfiada, agrião e bananinha frita.

O mexido de rabada

Não tinha como dar errado!

De sobremesa, a Renata, no auge da sua licença gastronômica gravídica, pediu um parfait de chocolate com banana (R$17,00) e deixou todo mundo aguando com as calorias consumidas sem a mínima culpa:

O parfait de chocolate com banana

Sorte a minha que ela não aguentou comer tudo! \o/

No final das contas, minha visita ao Mexido foi exatamente como eu havia imaginado: saí de lá com a grata satisfação de relembrar o sabor do mexido da minha mãe!

P.S. importantíssimo para uma única pessoa: mãe, que esse post te inspire a fazer sempre mais e mais mexidos pra mim! :mrgreen:

Informações úteis:

Mexido Restaurante (http://www.mexidorestaurante.com.br/)

Endereço: Rua Afonso Cláudio, 259, loja 4, Praia do Canto, Vitória-ES

Telefone: 27 3315-8092

Horário de funcionamento: segunda a quinta, 11h30 às 15h e 19h às 0h; sexta, 11h30 às 15h e 19h às 0h30; sábado, 12h às 16h e 19h às 0h30; e domingo, 12h às 16h.

Comente via Facebook

comentários

6 respostas para “Mexido Restaurante: mexendo com os sabores da minha infância!”

  1. Natalia disse:

    Tenho algumas observações:

    1- adorei a decoração do restaurante;
    2- a louça tem cara de louça de vó e acho linda!
    3- muita maldade com a mineira de cá do Atlântico essas fotos de mexido!

    Adorei a dica, já vou compartilhar com o lado capixaba da família!

  2. Ei Tiago,

    Adorei a decoração do restaurante. As fotos do pratos são muito saborosas, de abrir apetite! :)
    Como boa mineira também sou fã de um bom mexido. Tenho que ir a Vitória experimentar essas variações.

    Abraços,
    Lillian.

  3. Liliana disse:

    Fui a Vitória a última vez logo que o Mexido inaugurou e acabei comprando um voucher do Groupon(super sofisticada,hahaha!) para ir e acabou não dando tempo.Minha mãe que usou o tal voucher amou o Mexido. Muita gente que conheço é assiduo! Minha prima até trabalhou lá um tempo. Vitória é carente de restaurantes moderninhos como o Mexido, fico feliz que ele continue firme e forte! Sou louca para provar a farofa de pipoca deles tão famosa.

    • Ele continua, sim, Liliana, mas não sei se está tão “firme e forte”. Quando estive lá o restaurante estava bem vazio e sempre que passo em frente reparo a mesma coisa. Não duvido se ele fechar em breve. Sei lá… parece que isso é sina aqui em Vix. Tudo que é bom dura pouco. O povo precisa de novidade para frequentar, entende?

Deixe uma resposta

Comente via Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

2012. Todos os direitos reservados ao blog Rotas Capixabas. Qualquer reprodução indevida de conteúdo é expressamente proibida. digital