placas instagram foursquare googleplus feed facebook twitter
13
jul
2015

BN Apartments e The Lisbonaire Apartments: nossa hospedagem em Porto e Lisboa

Eu tenho muito ainda para falar sobre a nossa última viagem à Europa e, especialmente sobre Portugal, tema de um único post até agora. Mas o tempo dedicado ao blog tem sido escasso por essas bandas desde que um antigo projeto pessoal meu foi resgatado. Por isso, eu resolvi inverter a ordem das coisas e começar logo do final para tornar público de uma vez algo que fez toda a diferença em nossa passagem pela terrinha: os nossos “hotéis”.

Pra falar a verdade, não foram bem “hotéis”. Tanto em Porto, quanto em Lisboa, a gente optou por alugar apartamentos, apostando no menor preço e na comodidade de ter uma cozinha para fazer comida para a Maria. E nossas duas escolhas foram bem felizes!

Porto

BN Apartments

No Porto o escolhido foi o BN Apartments Palacio, um dos 4 edifícios de apartamentos para temporada que o grupo BN mantem na cidade. Todos eles possuem ótima qualificação no Trip Advisor. Mas o que foi preponderante na minha escolha pelo Palácio foram 2 fatores: o preço mais em conta e o aval da Camila Navarro, do Viaggiando, quanto à conveniência da localização. O prédio fica bem pertinho do Jardim do Palácio de Cristal, o lugar preferido dela no Porto (veja aqui).

O prédio não tem portaria. A entrega das chaves é combinada previamente por email. Na hora prevista da sua chegada, um funcionário estará a sua espera para entregar o cartão que dá acesso ao edifício e ao apartamento e explicar as regras da casa.

No check-out o esquema é o mesmo. Na hora marcada, alguém vem para fazer os procedimentos de praxe.

BN Apartments

Pagamos 100 euros por 2 noites em um apartamento do tipo estúdio. O quarto não poderia ser mais apropriado para as nossas necessidades: espaçoso e com cozinha equipada.

BN Apartments

Além do mais, a decoração é bem moderninha, do jeito que a Renata gosta.

BN Apartments

Por óbvio, o café da manhã fica por conta dos hóspedes. Uma padaria a duas quadras do prédio e um supermercado a três serão suficientes para lhe prover de tudo o que for necessário para sua alimentação.

Só há serviço de limpeza dos quartos e substituição de lençóis e toalhas para hospedagens acima de 4 noites, o que não foi o nosso caso.

BN Apartments

Sobre a conveniência da localização eu já disse. Descendo 2 quadras abaixo você estará no Jardim do Palácio de Cristal. Virando na primeira esquina à esquerda começa a famosa Rua Miguel Bombarda, cheia de galerias de arte. Com 15 minutos de caminhada você chega no centro histórico da cidade.

E o melhor de tudo: você vai poder seguir à risca o roteiro de 1 dia na cidade que a Camila indicou nesse post.

Lisboa

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Já em Lisboa nossa escolha foi o The Lisbonaire Apartments.

A recomendação desse “hotel” veio da Silvia Oliveira, do Matraqueando, nesse post. O título não poderia ser mais chamativo: “hospedagem novíssima, barata, bem localizada e que, ainda por cima, adora criança“. Pronto! Nem pensei duas vezes.

Sem dúvida alguma, a dica da Silvia foi certeira. O Lisbonaire oferece estilo, sofisticação e conveniência a um preço justo e para um público variado, inclusive famílias com bebês. Nem precisava de tudo isso se o “hotel” fosse apenas baby-friendly do jeitinho que ele é: mediante solicitação prévia, eles disponibilizam gratuitamente berço, carrinho de bebê, cadeirinha de alimentação, trocador, banheira e caixa de brinquedos.

Lisbonaire Apartments

Quer coisa mais gentil e acolhedora do que essa para nós, pais?

Como se precisasse de mais coisa para agradar, os apartamentos são super espaçosos, bem decorados e com cozinha equipada.

Lisbonaire Apartments

O nosso tinha 60 m2, o que, para o padrão de hotelaria a que estamos acostumados, é quase um latifúndio. 😉

Lisbonaire Apartments

A localização também não poderia ser melhor: a 50 metros do Elevador da Glória, que te leva ao agito do bairro Chiado; a 100 metros da estação do metrô Restauradores, por onde passa a linha azul que te leva ao Terreiro do Paço e à estação Santa Apolônia; a 250 metros da estação do Rossio, de onde sai o trem que te leva a Sintra; e a 500 metros da Praça Figueira, ponto de partida do Elétrico 15E, com destino a Belém.

Como se vê, de lá até a Baixa Pombalina é um pulo. Nós percorremos quase todo o centro histórico de Lisboa à pé.

Para ter tudo isso à nossa disposição nós pagamos 130 euros por noite. Pode não ser barato, mas foi absolutamente justo.

* Todas as despesas de hospedagem nos hotéis citados neste post foram pagas do meu bolso, não sendo este um post patrocinado ou apoiado.

* Em parceria com o Booking.com, todas as reservas feitas através dos links citados neste post geram comissão para o blog, sem que você pague nada a mais por isso. É uma forma de ajudar a manter o blog sem qualquer custo para você!

_______________________________

Siga o “Rotas” no Twitter e Instagram

Curta o “Rotas” no Facebook

Comente via Facebook

comentários

2 respostas para “BN Apartments e The Lisbonaire Apartments: nossa hospedagem em Porto e Lisboa”

  1. Que bom saber que minha opinião não foi uma furada! Porto é uma delícia, né? E ter aqueles jardins pertinho do hotel é melhor ainda!

Deixe uma resposta

Comente via Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

2012. Todos os direitos reservados ao blog Rotas Capixabas. Qualquer reprodução indevida de conteúdo é expressamente proibida. digital