placas instagram foursquare googleplus feed facebook twitter
04
jul
2016

Pedra Azul: onde ficar

Pousada do Nonno

Pousada do Nonno

Taí uma das maiores dúvidas dos leitores aqui do Rotas: onde se hospedar em Pedra Azul. Não vou mentir. Venho prometendo há um bom tempo reservar um dia nas minhas passagens por Pedra Azul para visitar o maior número possível de pousadas da região e assim ter a tranquilidade e o conhecimento necessários para fazer um guia completo de hospedagem, com a credibilidade de quem conheceu os locais citados. Mas esse dia nunca chega.

Daí que, para preencher momentaneamente esse vácuo e encerrar a Série Especial sobre Pedra Azul, eu resolvi lançar uma lista resumida e provisória das pousadas que eu recomendo. Digo provisória porque, um dia, a promessa que eu mencionei ali em cima vai se realizar. E, nesse dia, eu voltarei aqui para atualizar a lista com impressões mais reais e pessoais sobre aqueles locais que eu recomendei sem ter visitado. Podem me cobrar! 😉

Para fazer a lista, selecionei pousadas dos mais variados perfis, oscilando entre as mais simples (e baratas) e mais sofisticadas (e caras). A sequência das indicações seguirá a ordem crescente dos preços das diárias. Para tanto, tomei como parâmetro o valor da diária para casal no quarto mais simples disponível num final de semana de julho ou agosto de 2016 (alta temporada).

Devo fazer apenas um alerta. Quanto mais perto da Pedra Azul, maior o preço da diária. Especialmente se a pousada tiver “vista pra Pedra”. Esse fator pesa na composição do preço, mesmo que ele não venha acompanhado da qualidade e do conforto que se esperam pelo valor do investimento. Isso, infelizmente, é uma constante na região. Paga-se caro pela diária apenas pela tal “vista da Pedra Azul”, sem que a estrutura da pousada realmente valha tudo isso.

Mas chega de enrolação. Vamos à lista!

Reserve seu hotel em Pedra Azul pelo Booking.com

1) Pousada do Nonno

Pousada do Nonno

A mais econômica das pousadas recomendadas é uma das minhas preferidas (juro que não é pão duragem!!!). Já fiquei nela várias vezes nos últimos anos (2 vezes só este ano) e sempre fico satisfeito. O baixo custo aqui não tem nada a ver com desleixo ou “abrir mão do conforto”. É só pela distância mesmo. Ela fica na entrada de Venda Nova, a cerca de 10 km da Rota.

A Pousada foi instalada na sede da antiga fazenda da família de imigrantes italianos. No casarão antigo e bem-conservado, 3 suítes dividem o espaço com a casa dos donos (que ainda moram por lá), a cozinha e o salão do café. Atrás do casarão, foram construídos 3 chalés, com 2 suítes independentes cada.

Pousada do Nonno

O chalé

A área externa é super bonitinha, com um jardim bem cuidado e uma casinha de madeira onde as crianças adoram brincar. Um avarandado anexo ao casarão serve de sala de estar, com redes, mesas e cadeiras.

Pousada do Nonno

O café da manhã é simples, mas bem gostoso. Destaque para a polentinha que eles servem na chapa. Não vou negar que essa é uma das principais razões para eu gostar tanto daqui. 😉

Pousada do Nonno

Pousada do Nonno

Diária: R$180,00, com café da manhã.

Localização: BR 262, km 102, Tapera, Venda Nova do Imigrante.

2) Pousada Ponta da Pedra

Pousada Ponta da Pedra

A Ponta da Pedra também é uma opção econômica de hospedagem em Pedra Azul. Ela fica no distrito de Aracê, a cerca de 2 km da entrada da Rota do Lagarto, de onde se vê apenas a “ponta da pedra” (daí o nome).

Pousada Ponta da Pedra

Estive nela recentemente. As acomodações ficam em chalés construídos ao redor do casarão principal, onde fica o salão do café, a sala de jogos e a piscina.

Pousada Ponta da Pedra

A estrutura externa é bonita, mas a ambientação dos quartos é bem simples.

Diária: R$220,00, com café da manhã.

Localização: BR 262, km 87, Distrito de Aracê, Domingos Martins.

3) Pousada Lago da Lua

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

É uma das pousadas mais novas da região. São só 4 suítes construídas no mesmo espaço do restaurante de mesmo nome.

Não tive oportunidade de me hospedar lá ainda, mas cogito bastante essa possibilidade pelas fotos que vejo e pelas boas referências que tive de amigos que lá estiveram.

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

A área externa também chama atenção pelo jardim bem cuidado. Mas não vou negar que o restaurante – onde é servido o café da manhã – não me agradou na última vez em que estive lá. Talvez os pratos sejam mais saborosos, mas a pizza não convenceu.

Está bem próxima do final da Rota do Lagarto, pouco depois do Restaurante Alecrim.

Diária: R$325,00, com café da manhã.

Localização: Rodovia Geraldo Sartorio, km 07, São Paulo do Aracê.

4) Pousada Tre Fiori

Rota do Lagarto

Já me hospedei na Tre Fiori algumas vezes nos últimos anos. Ela tinha tudo para ser uma das melhores pousadas de Pedra Azul. A área externa da pousada é bonita, a arquitetura dos chalés agrada e a localização é imbatível: de frente pra Pedra Azul.

Pousada Tre Fiori

Mas é impossível não se frustrar ao entrar num dos chalés. Não há capricho na decoração dos quartos, que clamam por reforma.

Pousada Tre Fiori

Pousada Tre Fiore

O café da manhã é servido no mesmo espaço do Restaurante Don Lorenzoni Due.

Pousada Tre Fiore

Mas então, porquê eu ainda assim recomendo a Tre Fiori? Por causa da vista. Apesar de achar que a ela não vale quanto custa, ela ainda é a pousada mais “econômica” daquelas que ostentam o “vista para a Pedra Azul” entre os seus itens de série.

Diária: R$400,00, com café da manhã (mas, na alta temporada, eles só fecham pacote com 2 diárias).

Localização: Rota do Lagarto, km 03.

5) Pousada Recanto da Pedra

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

Eu me hospedei na Recanto da Pedra há bastante tempo. Lembro que, na época, eu até costumava indicar a pousada como o melhor custo x benefício da região. Mas eu sou obrigado a rever o meu conceito: de lá pra cá, pelo que se vê das fotos do site, não houve melhoria na estrutura da pousada que justificasse o aumento do preço.

Não fosse pela localização privilegiada, o padrão da pousada estaria muito aquém do preço que ela cobra. Tudo é bem simples. Os quartos são espaçosos e confortáveis, mas a decoração continua a mesma da época em que fui.

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

Só a vista pra Pedra Azul que é mesmo insuperável. A Pousada fica bem ao lado da entrada do Parque Estadual da Pedra Azul, no início da Rota do Lagarto.

Diária: a partir de R$420,00, com café da manhã.

Localização: Rota do Lagarto, km 02.

6) Pousada Peterle

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

A Peterle é a porta de entrada para a Rota do Lagarto. Ela fica às margens da BR 262, no exato ponto em que se inicia a rota.

É uma das pousadas mais antigas da região. As instalações seguem um estilo rústico, onde predominam madeira, tijolo e pedras (não sei se tem a ver com o nome). Os chalés e sobrados (com apartamentos conjugados) ficam espalhados pelo terreno, debruçados sobre o vale. Alguns dispõem de lareira e banheira. Mas a decoração não enche meus olhos.

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

Pela localização já dá pra saber que a Peterle também oferece “vista pra Pedra Azul”. Tem uma boa área de lazer, com piscinas adulto e infantil, sauna, sala de jogos, play ground, casinha de boneca e trilhas para caminhadas com mirante. Além disso, no local funciona um restaurante, que abre para o almoço (self-service), e um café colonial, que só funciona nos finais de semana e feriados.

Nunca me hospedei lá e, por isso, não posso dizer ao certo o impacto que o alto tráfego de veículos pela BR causam no sossego dos quartos. Mas isso é algo que me intriga e que eu não posso deixar de mencionar (agradeço se alguém souber dizer).

Diária: a partir de R$450,00, com café da manhã.

Localização: Rodovia BR 262, km 88.

7) Chez Domaine Pousada Orgânica

Auto-denominada “pousada orgânica”, a Chez Domaine alia os serviços de uma pousada com as atividades de uma fazenda dedicada à agricultura orgânica. O conceito – como o nome sugere – tem clara inspiração nas “domaines” do interior da França, país onde a proprietária Isabelle nasceu.

Há referências à França por todo o lado.

Chez Domaine

Brasserie Apogeu – onde é servido o café da manhã para os hóspedes – abre também ao público externo para o almoço. O cardápio, com forte influência da gastronomia francesa, privilegia os ingredientes que são produzidos de forma orgânica na propriedade. A produção é vasta: hortaliças, café, champignon de Paris, frango caipira (carne e ovos), cordeiro, gado leiteiro (queijos e manteiga especiais), escargot, abelhas (mel, própolis) e outros. Boa parte deles estão disponíveis também para venda na lojinha que funciona bem na entrada da pousada.

Chez Domaine

As acomodações ficam na parte superior da propriedade. Há opções de apartamentos e chalés, alguns com cozinha compacta e banheira.

Chez Domaine

Foto: Site da Pousada

Nunca me hospedei lá, mas recebi um feedback bem positivo de uma amiga que esteve nela recentemente (valeu, Ju!). Destaque para o chá de cortesia e o “varal” que seca as toalhas, deixando-as quentinha na hora do uso. “Um delicioso ‘regalo’ no frio de Pedra Azul antes de dormir” (palavras da Juliana).

O lazer conta com playground, salão de jogos, academia, sauna, piscina natural, lago para pesca e trilhas.

Chez Domaine

A Chez Domaine fica a 12 km de Pedra Azul, na rodovia que vai para Afonso Cláudio.

Diária: R$460,00, com café da manhã.

Localização: Rodovia ES 165, km 7,5.

8) Pousada Pedra Azul

Pousada Pedra Azul

Foto: Site da Pousada

É uma das pousadas mais antigas e tradicionais de Pedra Azul. Está estrategicamente localizada no km 02 da Rota do Lagarto, com vista privilegiada para a Pedra. São 38 apartamentos projetados pelo arquiteto brasileiro Zanine. O prédio principal – que tem formato de libélula – apresenta detalhes em madeira, que o integram à paisagem local.

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

Todos os quartos são bem decorados e têm varanda e banheira. Mas só alguns – os mais caros – tem a festejada “vista pra Pedra”.

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

A área externa é, talvez, o grande diferencial da Pousada: piscina térmica, sauna, fitness center, quadras de tênis, trilhas para caminhadas na mata, salas de jogos e mini-cinema. Além disso, o belo cenário da mata ao redor é complementado pelo Lago Negro e uma cachoeira com queda livre de 90 metros. Este é o cenário de um dos cartões postais mais famosos da região.

Pousada Pedra Azul

Foto: Site da Pousada

Ainda não me hospedei aqui. Mas irei em breve com a família num final de semana de julho. Quando voltar, venho atualizar as impressões. 😉

O meu review da hospedagem nessa pousada você pode ler aqui.

Diária: a partir de R$600,00, com café da manhã (no pacote com 2 diárias, o valor de cada uma sai a R$415,00 no apartamento mais simples).

Localização: Rota do Lagarto, km 02.

9) Pousada dos Pinhos

Pousada dos Pinhos

Diferente das outras pousadas da lista, a Pousada dos Pinhos trabalha somente no esquema de pensão completa. Ela encarna o tradicional estilo “hotel-fazenda”, cuja proposta é entreter o hóspede com inúmeras opções de lazer.

Já fiz minha avaliação sobre a Pousada dos Pinhos nesse post, onde eu tracei um perfil do seu público-alvo: “quem tem filhos e quer aproveitar a comodidade da recreação infantil ou para quem, mesmo sem filhos, curte o regime de pensão completa, sem se importar com a qualidade da comida“. Para quem vai pela primeira vez à Pedra Azul ou para quem gosta de aproveitar ao máximo o que a região tem de melhor e faz questão de comer bem, eu não a recomendo.

Em todo o caso, para quem procura um “hotel-fazenda”, a Pousada dos Pinhos é uma boa opção.

As suítes estão passando por uma boa repaginada.

Foto: Divulgação (http://www.pousadadospinhos.com.br/acomodacoes/)

Foto: Site da Pousada

Mas é a área de lazer o maior atrativo da pousada: tem piscina coberta e aquecida (ótima para um banho noturno), piscina descoberta com toboágua, playground, uma ampla brinquedoteca para crianças de até 5 anos, salão de jogos, quadra de esportes, campo de futebol, lago para pesca e pedalinho, trilhas na mata, passeios a cavalo (pagos à parte) e mini-fazendinha.

Pousada dos Pinhos

Quanto à comida… melhor deixar pra lá. 😉

Diária: a partir de R$640,00, com pensão completa (no pacote com 2 diárias o valor de cada uma sai a R$545,00 no apartamento mais simples).

Localização: BR 262 Km 90, Pedra Azul.

10) Pousada Rabo do Lagarto

Pousada Rabo do Lagarto

Já falei sobre a Rabo do Lagarto nesse post. É a nossa autêntica “pousada de charme”, com suítes que mais parecem capas de revista de decoração.

Não por acaso, é a mais cara das pousadas de Pedra Azul. Além do requinte do ambiente, todas as suítes tem vista para Pedra Azul (algumas oferecem ofurô ou banheira). E o café da manhã, uma das grandes estrelas da Rabo do Lagarto, é servido até que o último hóspede se levante, sem hora para terminar.

Foto: Divulgação

Foto: Site da Pousada

Sempre digo que a Rabo do Lagarto é a pousada ideal para uma comemoração especial a dois. Para valer o investimento, o bom mesmo é aproveitar ao máximo a hospedagem por lá, sem se preocupar com deslocamentos e passeios. Vale lembrar que a Rabo do Lagarto foi a precursora do que eu chamei de Rota Romântica capixaba e fica bem próxima dos demais estabelecimentos dessa rota.

Dado o perfil da pousada, eles não aceitam crianças menores de 14 anos.

Diária: a partir de R$833,80, com café da manhã.

Localização: Rodovia Geraldo Sartorio, km 70, São Paulo do Aracê.

Leia todos os posts de Pedra Azul aqui.

* Todas as despesas de hospedagem nas pousadas citadas neste post foram pagas do meu bolso, não sendo este um post patrocinado ou apoiado.

* Em parceria com o Booking.com, todas as reservas feitas através dos links citados neste post geram comissão para o blog, sem que você pague nada a mais por isso. É uma forma de ajudar a manter o blog sem qualquer custo para você!

_______________________________

Siga o “Rotas” no Twitter e Instagram

Curta o “Rotas” no Facebook

 

Comente via Facebook

comentários

Uma resposta para “Pedra Azul: onde ficar”

  1. Douglas disse:

    Nossa quanta pousada legal. Acho que vou ter que voltar pra lá 🙂

Deixe uma resposta

Comente via Facebook

comentários

Powered by Facebook Comments

2012. Todos os direitos reservados ao blog Rotas Capixabas. Qualquer reprodução indevida de conteúdo é expressamente proibida. digital